• sinuxiv

Guerra da Ucrânia pode ser (ou não) resolvida em breve


CSNU


Nessa última sexta-feira (02), membros do Comitê de Segurança das Nações

Unidas, apresentaram seus posicionamentos em relação a Guerra entre Rússia e

Ucrânia. Membros permanentes, rotativos e observantes se reuniram para debater os

próximos passos a serem tomados em relação a guerra que assola o território ucraniano há mais de seis meses.

Países como: Armênia, Rússia, Belarus, Síria e Venezuela atacaram diretamente

os Estados Unidos da América e membros da OTAN, e se alinharam abertamente à Rússia: “Declaro em alto tom o apoio a Federação Russa”, diz representante da delegação Armênia. Ademais, os países anteriormente citados alegam que os Estados Unidos vêm manipulando informações sobre o conflito por meio das mídias, criando uma narrativa injusta, e assim alienando a população a respeito da operação.

Além disso, delegados da Síria e Venezuela se mostraram absolutamente contra a presença de grupos neonazistas em territórios Ucranianos, assunto que se tornará tópicos das próximas discussões. Entretanto, a Alemanha e a Ucrânia ainda não se pronunciaram sobre tal alegação.

Com o fim dos depoimentos das delegações, se iniciou uma discussão calorosa

referente a montagem da agenda.

Em contrapartida a fala da delegação Francesa, a República da Índia assegurou:

“É de extrema importância a discussão sobre os impactos sociais e a criação de

corredores humanitários”, assunto que foi renegado pela delegação francesa.


Por Júlia Toledo e Sabrina Rebouças

15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Afeganistão pede suspensão das sanções econômicas que o envolvem em busca de uma melhora na economia do país UNIFEM A delegação Afegã insiste que o tema seja colocado com urgência na Agenda de Trabalh