• Rayane Beatriz da Silva

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DO COMÉRCIO CONTINUA EM CRISE

02 de Outubro


Maria Antonia e Rayane – OMC - Crise


A OMC continua em crise e isso causa certas ocasiões contraditórias. O debate começa com “A falta de eficiência da vacina, na população mundial”, com isso as delegações discutem novos caminhos para que a vacinação ocorra mais rapidamente e de forma mais eficaz. As nações estão começando a se pronunciar e fazer doações de vacinas e de dinheiro por meio de acordos bilaterais, visando acelerar o processo de imunização da população mundial. Os representantes estão apresentando soluções mais eficientes e não mais discursos repetitivos e sem chegar a lugar nenhum. Com a mesa tomando à frente, e colocando ordem em seu comitê, as nações estão entendendo como funciona um debate e se comportando de acordo.


Diversas delegações estão revendo suas doações e tomando iniciativas de acordo com as pautas propostas. A Alemanha toma frente e cobra organização das nações, e atualização das ideias que estão sendo propostas. A esta altura, a delegação da China já doou 15 milhões de doses, a Índia se manifesta e diz que aceita as doações de vacina e a delegação de Angola se pronuncia, dizendo que irá querer as doações de vacina também.

Mas apesar de tudo, os países mais desenvolvidos concordaram em investir, em países subdesenvolvidos e em desenvolvimento. Porém, apesar de estarem mais atentos aos seus discursos, algumas delegações iniciaram falatórios sem permissão e risadinhas soltas.


Começando uma nova votação, para ver quem concorda que os investimentos devem ser mantidos somente durante a quebra de patentes, a maior parte dos delegados concordaram que os investimentos devem ser mantidos somente durante a quebra da patente.


Chegando ao final da crise, com as coisas começando a se resolver, a delegação do Egito sugere que os valores das doações devem ser aumentadas proporcionalmente de acordo com cada país. Todavia, durante um debate não moderado, as delegações novamente entram em conflito e voltam à questão, alongando ainda mais as discussões que pareciam ter se encaminhado.


Dessa forma, a delegação dos Estados Unidos e a do México chegam em um acordo, para produzirem as vacinas em conjunto. Após isso, a federação alemã acredita que estejam entrando em um consenso. Por fim, a Rússia propõe compartilhar as tecnologias com outros países, principalmente com os países subdesenvolvidos, para assim, acelerar a produção de vacinas e a imunização completa da população mundial contra a COVID-19.


Foto por: Agatha Almeida Zurano




55 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Durante o debate moderado: Israel: “As senhora gostariam de gravar em outro lugar?” Jornalistas: “não obrigada” Diretor Ig: “A mesa endossa então o início da redação da Proposta de ResoluCIÓN” Diretor

"O México dividia, divide e continuara dividindo a América Central" - México. "O senhor dispõe de...Peraí q a mesa é de humanas" - Mesa. "FUDEU, encerro meu discurso" - França. "A angola dispõe de um

Delegado da Coreia do Norte finalizando discurso: "e é sobre isso!" Índia ao iniciar discurso: "Minha delegacia declara:" Cuba afirma: "Não falarei mais sobre sanções econômicas, falarei agora sobre e